Algumas relações são assim

A culpa não é sua
Talvez nem dele
Apenas não deu certo
Algumas relações são assim
Às vezes falta algo
Às vezes tem demais
E vocês tiveram os dois
Sobrava ciúmes
Faltava paciência
Sobravam lágrimas
Faltavam sorrisos
Faltou amor
Sobrou indiferença

Anúncios

É saudade o que eu sinto

E quando é noite eu minto
a alegria que finjo
É saudade o que sinto

Quando vejo seu jeito
e trejeitos
nas outras que desejo.

E quando digo
o que elas querem ouvir,
penso em ti.

E o seu olhar me persegue
Enquanto a noite segue

Penso então em tudo que queria te falar
e no queria escutar
Se algum dia novamente eu te encontrar.

Quem sabe a gente se esbarre em algum canto.
Quem sabe tenhamos de novo encanto.
Ou quem sabe eu me desencanto.

Gosto da honestidade de atos espontâneos

Gosto da honestidade de atos espontâneos
Do abraço apertado de saudade
Da gargalhada incontrolável
Do vermelho da timidez
Do eu te amo que sai sem querer
Dos palavrões no grito de gol
Da mudança de comportamento irreprimível por ciúme bobo
Das declarações amorosas feitas por medo de perder
Dos sustos num filme de terror
Da lágrima indesejada de felicidade
Da emoção sentida numa festa surpresa
Da alegria sentida no recebimento de uma mensagem inesperada
Da impulsividade de uma mensagem enviada
Das desculpas de arrependimento
Dos versos, como esse, feitos por inspiração